[Memory Khard] – A lenda de Zelda

Banner Memory Khard

[Memory Khard] – A lenda de Zelda

Atrwork_Zelda_25_aniversario

Eu já tinha zerado vários jogos de RPG antes de zerar esses que na qual eu vou citar. Um deles até eu tive que jogar de novo para entender o tamanho de sua importância para uma geração que teve um console que estava muito abaixo do seu rival,d Playstation 1. Bem, falarei de Zelda – A Link to the Past e Zelda – Ocarina of Time.

Zelda foi criado em 1986 por Shigeru Miyamoto e Takashi Tezuka. Os jogos se passam no reino de Hyrule, em um ambiente de fantasia. Seu sistema de jogo mistura aventura e ação com elementos diversos. A série é muito apreciada por suas tramas complexas, quebra-cabeças bem chatinhos, mas desafiadores e principalmente pela sua grande produção. Link é o protagonista do jogo, cuja missão é proteger o reino de Hyrule e a Triforce, a relíquia deixada pelas Deusas criadoras do mundo, capaz de realizar desejos trazendo ao mundo uma era de harmonia e prosperidade, mas que também poderia destruí-lo caindo em mãos erradas. Cada um dos triângulos tem uma virtude diferente, sendo elas, Coragem, Sabedoria e Poder. The Legend of Zelda tem uma gama de jogos, mas vou citar meus dois favoritos que moram no meu coração.

Link_vs._Ganon_(A_Link_to_the_Past)

The Legend of Zelda – A Link to the Past (Super Nintendo, 1991).

A história começa quando um feiticeiro maligno chamado Agahim mata o rei de Hyrule, aprisiona os descendentes dos grandes sábios da cidade no Reino das Trevas e se apodera do reino por motivos desconhecidos. Nosso herói Link, recebendo uma mensagem telepática da princesa Zelda, descobre que ele e seu tio são os últimos descendentes de uma família que se encarrega de proteger a família real quando esta é posta em perigo.O objetivo do feiticeiro é libertar o poder do poderoso rei das trevas chamado Ganon. Nunca tinha jogado esse jogo para cartucho de SNES, mas tive a vontade de jogar no PC e tive uma experiência muito bacana. E como primeiro jogo da serie Zelda para a geração 16 bits, A Link to the Past, não deixou a desejar. Gráficos simples, porém belos e uma jogabilidade ótima. Sua trilha sonora as vezes peca um pouco em matéria de opções de músicas. São bastante repetitivas (principalmente no mapa aberto), porém Koji Kondo deu um ar em cada melodia feita, que eu não achei enjoativa. Diferente dos outros RPG’s em Zelda você não precisa subir de nível. Você apenas busca novos equipamentos para se fortalecer, e usar esses poderes em grandes obstáculos durante a aventura. Mais um grande jogo de Super Nintendo, indispensável para quem curte a série Zelda, e para quem jogou, vale a pena brincar um pouco, mesmo para relembrar velhos tempos.

Atrwork_Zelda_25_aniversario

The Legend of Zelda – Ocarina of Time (Nintendo 64, 1998).

Com certeza um dos melhores jogos criados para vídeo game de todos os tempos. Ocarina of Time tem presença registrada nos tops de muitos gamers e quem não o jogou, não sabe o que perdeu. O quinto título da lenda de Zelda é sem dúvidas o melhor jogo para o console Nintendo 64. E tem excelentes razões para figurar o topo. Para começar falaremos da melhora dos gráficos que para época eram muito bons, embora com o aspecto “quadrado” e com certas travadas, não deixam de apresentar cenários mágicos e magníficos, com uma série de detalhes. Com uma paisagem impressionante, de tirar o fôlego, principalmente em seus dungeons e templos que são ricos em detalhes. A história do jogo é simples e talvez seja o único ponto fraco do jogo, por ser simples demais. No jogo você controla Link, e o jogo começa com um pesadelo dele relacionado a uma princesa que ele desconhece e um homem em um cavalo negro. Ao acordar Link recebe uma fada, e a Deku Tree. A guardiã dos Kokiris chama Link e revela a ele que um mal está rondando Hyrule e esse mal a infectou. Após ir às entranhas da árvore e aniquilar o que a fazia mal, ela morre, mas conta a Link sobre as três joias que representam cada povo, ela te da uma delas, e cabe a você pegar as outras, conhecendo cada local e cada cultura de Hyrule. Após pegar as jóias um evento em especia, Link adquire a Ocarina of Time um tesouro sagrado da família real de Hyrule. Link fica sete anos em descanso e chega a uma Hyrule completamente alterada.  O desafio principal do jogo é esse é uma fórmula repetida, porém proveitosa, conseguir as joias e depois conseguir os medalhões, não da para ddizer que é bom, mas também não da para dizer que é ruim, já que para quem pega o jogo e não conhece a série, você fica preso a este desafio e aos que entram em adjacente. Para mim e para muitos gamers que jogaram esse jogo a melhor parte é quando você tem que fazer a combinação para tocar a flauta. Joguei muito esse jogo na locadora e nunca cheguei a seu final, mas depois de um tempo eu finalmente consegui zerar esse jogo que é espetacular. Digno de ter sua musica tema tocada aos montes em todas as Video Games Live.

Por muito tempo eu chamava o Link de Zelda e até saber seu verdadeiro nome gerou muitas piadinhas que até hoje circulam na internet, mas para mim o Zelda sempre será o cara de boina verde.

Link_vs._Ganon_(A_Link_to_the_Past)

Os Kharas

About Os Kharas

Viva a aventura!