[Memory Khard] – Final Fantasy

Banner Memory Khard

 

 

Caia de cabeça nessa fantasia que não será a ultima. É assim que eu defino esse mundo chamado Final Fantasy. E tudo começou em 1987 com então Hironobu Sakaguchi que foi o cabeça do projeto, que se inspirou em outros RPG’S que faziam sucesso na época e a ideia deu tão certo que o jogo se transformou em um grande universo que se passa até hoje nos consoles de ultima geração. O nome Final Fantasy surgiu ao fato de ser a ultima chance de Sakaguchi e a Square (produtora do jogo), que estava sem recursos. Daí então ele depositou todas as suas chances que seria essa a sua fantasia final, aí surgiu o nome Final Fantasy.

characters

O jogo conta com personagens genéricos, você tem a liberdade de escolher entre seis classes para cada um dos quatro, havendo uma variação de 30 possibilidades para compor um time, não tinham nomes, então você poderia colocar o nome que quiser em cada personagem. Como era de costume na época, os personagens eram representados mais pelas suas habilidades em batalha do que por personalidades próprias. Cada classe possui uma característica que o difere das outras, fazendo com que o jogador crie táticas na escolha de seu time. As classes são Warrior, Monk, Thief, Black Mage, White Mage e Red Mage. Podendo melhorar cada uma delas com armas, armaduras e acessórios. O esquema de luta se forma em quatro comandos que são Ataque, Magia, Itens, Equipamentos e Fuga.

final_fantasy_i_

Com um enredo simples, mas inovador para jogos de vídeo game. O jogo tem como foco principal o surgimento dos quatro Guerreiros da Luz com o objetivo de restaurar os quatro cristais que garantem a estabilidade do planeta, dito pelo profeta Lukahn que falava: “Quando escuridão velar o mundo, quatro Guerreiros da Luz devem vir. Se eles não conseguirem reunir os pedaços da luz, a escuridão irá consumir tudo. Os quatro Cristais nunca irão brilhar de novo”. Chegando ao reino de Cornelia, o rei pede para que o ajudem a salvar a sua filha que foi sequestrada pelo Cavaleiro Negro. Para quem já joga os RPG’S de mesa. Esse jogo tem a mesmo enredo com companheiros de viagem chegando à cidade, indo à busca de uma missão, conseguindo a recompensa e por fim descobrir algo mais precioso.

 

 

A trilha sonora deste jogo feita pelo gênio Nobuo Uematsu é um dos grandes destaques dessa franquia. Lembrada até hoje pelos fãs em concertos de musicais, cd’s e cover em vários instrumentos feitos pelos fãs. Para esse primeiro Final Fantasy eu destaco a musica que você entra na cidade. É uma musica linda, calma que lhe traz um clima de nostalgia e de alivio por chegar nela.

Comecei a jogar Final Fantasy pelo VII e depois de descobri os outros jogos, a curiosidade de jogar foi grande que hoje eu tenho orgulho de ter zerado todos os jogos da franquia. E não consigo enjoar de jogar qualquer um deles novamente. Quando termino de escrever essa resenha estou na metade do Final Fantasy I. Sem dar spoilers eu dou uma dica. Tenha no seu time um Monk. Por que ele será muito importante para você no desenvolvimento da trama.

FF1

David

About David

Sou apenas um Khara que busca seus objetivos com o tempo.