[Resenha] A Lenda de Ruff Ghanor – Volume I

Nos confins de uma terra inclemente, assolada por monstros e governada pelo terrível dragão Zamir, ergue-se o mosteiro de São Arnaldo. Os clérigos tentam viver em paz, sob o jugo do tirano, quando encontram um estranho garoto. Uma criança selvagem, dotada de poderes misteriosos, que luta como um adulto. Seu nome é como um rugido: Ruff Ghanor. – Sinopse retirada do site nerdstore.com.br

livro-a-lenda-de-ruff-ghanor-8aab7d

              Quem é Leonel Caldela e que tipo de poder secreto ele tem que é capaz de nos hipnotizar com grandes histórias que de tão épicas arrastam multidões? Pois bem, Leonel Caldela em uma opinião extremamente pessoal é o maior autor do gênero “Fantasia” no Brasil. Foi graças a ele que aprendi, ainda na infância a apreciar autores brasileiros e tudo começou com aquele que considero o melhor livro que já li: O inimigo do mundo. Mas esta, definitivamente é outra história.

                A lenda de Ruff Ghanor como a maioria deve saber começou anos atrás com uma série de podcasts do portal Jovem Nerd onde eles jogaram uma clássica aventura de Rpg. O mundo onde se aventuravam chamava-se Ghanor e foi ai que planos maiores começaram. Esta história é narrada pelo próprio Jovem Nerd com maiores detalhes no inicio do livro.

IMG_20141027_214215415

                Falando especificamente da história contada por Leonel, trata-se de um mundo que vive em extrema pobreza e sob a sombra do medo de Zamir, o tirano. Ruff entra nesta história em determinado momento quando é encontrado por dois clérigos que na verdade procuravam uma cabra perdida. Desde o inicio Ruff se mostra diferente e especial.

                A maior parte da história se passa na pequena aldeia onde se encontra também o mosteiro de São Arnaldo.  É verdade que a partir daqui poderíamos seguir uma história padrão onde um garoto encontrado é treinado mostra grande poder e derrota o mal. Mas quem escreveu este livro não é uma pessoa completamente normal e isto é um grande elogio que estou fazendo.

                Leonel Caldela descreve cada cena com maestria e te leva diretamente para aquele mundo. Diferentemente porem do Inimigo do mundo, a leitura é simples e leve, o que faz com que cada pagina seja virada rapidamente e quando menos percebemos, boa parte do livro se foi.

                Cada personagem dentro da história tem uma peculiaridade que lhe torna muito especial. Cada um possui uma história mesmo quando não diretamente contada, você se importa com aquelas pessoas que você acaba de conhecer. Você ama quem tem que amar e odeia quem tem de odiar. Os personagens são tão incríveis quanto o protagonista da história e nesse ponto eu tiro meu chapéu para o autor que conseguiu emular em um livro uma grande aventura de RPG. Temos um grupo principal composto por um clérigo, um guerreiro e uma maga. Temos como principais inimigos um exército de Hobgoblins liderados por um morto vivo. Por fim, como grande desafio, um grande Dragão.

                A sensação de ler uma história tão bem escrita com tantos elementos nostálgicos e bem colocados é indescritível. Como único ponto a criticar, e uma critica leve já que em nada atrapalhou a leitura, temos a velocidade com que algumas coisas acontecem e um único personagem que pareceu não se encaixar bem. Em determinado momento, a história passa a correr, como se não houvesse mais tempo de escrita. Tudo continua muito bem descrito mas as coisas simplesmente acontecem rápido demais. Nesse meio tempo há um personagem que me agradou muito e que senti falta de um pouco mais de desenvolvimento. Quanto a critica do personagem que pareceu não se encaixar, ao ler, pensem no personagem que é carne de abate. Pois bem, quando lia primeira vez a descrição desse personagem pensei, está ai so por um motivo. Estava.

IMG_20141027_214233278

                Para finalizar, recomendo fortemente que leiam A Lenda de Ruff Ghanor, um dos melhores livros que já ls este ano. Espero um dia poder agradecer pessoalmente ao Caldela por tudo que ele já fez por mim e por tantos outros, nos brindando com histórias maravilhosas e que não deixam com que a fantasia suma de nossas vidas. Parabens Caldela e que a Lenda continue!

Título: A Lenda de Ruff Ghanor
Subtítulo: O Garoto-Cabra
Autor: Leonel Caldela
Edição: Alexandre Ottoni e Deive Pazos
ISBN: 9788568295007
Páginas: 320

Herbert PH

About Herbert Parasio

Apenas um Khara buscando pessoas que queiram ouvir suas histórias.

  • NR is newer and thus fresher, Scott is sympathetic to a lot of NR thought (correct me if wrong), and NRs actually are astonishingly honest and nonviolent.
    [url=http://www.lovebraceletmen.com/like-you-like-cartier-love-bracelet.html]cartier bracelet replica[/url]

  • These are sooo remarkable we’ve possessed Check out sets at this point along with my very own to start with twosome endured this for 5 decades! i quickly decided i would change it in addition to have been shopping for 4 more frames cus they’ve been now excellent. I used to have foot posture discomforts following all day long and then walking on university though a actually feel believe delicious during these. that i sbring i could go an arms length inside. Amazing pay4you they usually carry on eternally. Certainly more than worth it,

  • jag

    They are simply now sexy, even so necessary purchase volume more robust given that simply can’t try to get my own ankle in that person . . . needs to help make foot site larger sized. My little feet be like Frankenstein jag because i carry individuals. Alternatively, these are typically And so CUTE.

  • In Canada we are not allowed to discipline our children and if we do we are reported by the school to children’s aide! So whats a parent to do! One man in our area was reported by the school for grounding his daughter to her room! He was charged with illegal confinement!
    fake cartier love bracelet