[Resenha] Game of Thrones e o inicio da jornada!

“Nunca vou ler Game of Thrones” – Herbert Parasio

OsKharas_Game_of_Thrones

                Se há um ditado certo neste planeta, é aquele que diz: “Nunca diga nunca.”

                Acompanho a série homônima há alguns anos e a vejo como o que há de melhor no gênero fantasia nesta era pós Tolkien. Alem disso, como já deixei claro aqui e em outros lugares, gosto muito de ler. Sem duvida uma de minhas atividades favoritas. Então porque diabos eu disse a celebre frase que abre este texto?

                O problema começa com o Senhor dos Anéis por incrível que isso possa parecer. Jogando RPG há muitos anos, quando o filme do Senhor dos anéis foi anunciado, aquele nome não me era estranho embora nunca tivesse lido qualquer um dos livros. Naturalmente vi cada um dos filmes e me apaixonei por todo aquele universo que trazia tudo de meus mundos de RPG de uma forma viva e que realmente parecia real. Naturalmente mais uma vez, procurei os livros e em uma época de poucos recursos consegui apenas o Retorno do Rei e decidi começar por ele mesmo. Desculpem fãs… Vocês sabem o que vem a seguir. Li todo aquele livro e aguardei até a ultima pagina que a mesma magia dos filmes se revelasse. Não aconteceu. Insistente, peguei A sociedade do Anel para ler e Tom Bombadil me derrotou. Não consegui.

OsKharas_lotr

                Voltando a Game of Thrones, encontrei uma série espetacular que trazia muitos elementos de Fantasia e uma narrativa empolgante. Ao olhar para o livro, com sinceridade digo que vi outro Senhor dos Anéis. Isso simplesmente me fez não ter qualquer vontade de abrir o livro sequer uma vez. E assim foi por alguns anos.

                Cito ainda outro evento ocorrido a cerca de um ano atrás. Costumava ouvir um certo podcast sobre Game of Thrones para saber as opiniões de quem realmente entendia do assunto. Tal podcast era o Podcasteros do site http://www.gameofthronesbr.com/. Um belo dia, li um post nesse site que descrevia um dialogo entre Tyrion e Oberyn. Poucas vezes vi algo mais chato que aquele dialogo e foi ali que comprovei minha tese do quanto aquele livro deveria ser entediante. Hoje entendo que fora do contexto até mesmo “eu sou seu pai” passa a ser besteira.

                Foi quando o “destino” passou a jogar seus dados. Um dia decidi comprar Harry Potter e a Pedra Filosofal para minha namorada que não havia lido os livros do menino Bruxo. No local escolhido para a compra, estava a venda também o primeiro livro das Crônicas de Gelo e Fogo por apenas R$19,90. Era uma oportunidade. Pensei umas três vezes, mas decidi comprar já que atém esmo na revenda poderia ganhar algum dinheiro. Chegando em casa mencionei para minha namorada: “Comprei, nunca vou ler mas estava R$19,90. Tinha que comprar. Deixa na estante.” Passaram-se meses.

                O fim desta aventura e o inicio da próxima se deu quando por acaso me deparei com uma palestra do autor Raphael Draccon na livraria Cultura sobre o livro Game of Thrones. Na palestra que pode ser vista abaixo, Raphael menciona como os diálogos de Martin são interessantes e sempre geram conflitos. Como planejo escrever um novo livro, decidi ler o Game of Thrones apenas como maneira de estudar como um grande autor organiza sua obra.

                E foi assim que há uma semana minha aventura por Westeros começou. Uma grande e maravilhosa surpresa. Que será comentada aqui semanalmente todas as terças feiras até que eu termine toda a série.

                Acompanhem comigo este caminho que não será tão agradável se trilhado sozinho.

                Um grande abraço e até semana que vem.

Herbert PH

About Herbert Parasio

Apenas um Khara buscando pessoas que queiram ouvir suas histórias.