[Resenha] Guerra dos tronos – Parte 1

As crônicas de Gelo e Fogo – A Guerra dos tronos – Parte 1

                Spoiler Alert! Como de se esperar o texto a seguir contém inúmeros spoilers de quase metade do primeiro volume desta obra-prima chamada Guerra dos Tronos. A partir de agora é por sua conta em risco.

                Como mencionei no artigo anterior (http://oskharas.com.br/resenha-game-of-thrones-e-o-inicio-da-jornada) , a “vida” me levou a ler Guerra do Tronos. Farei um breve relato do que estou achando e as principais diferenças que me surpreenderam principalmente se comparado a série da HBO que acompanho há anos.

                Tudo começa ao abrir o livro. E é assim que não se deve começar um texto. Mas explico o por que. Logo após a capa há um mapa da parte Norte de Westeros. E ali perdi bons minutos tentando encontrar alguns lugares que sempre mencionam na série e traçar alguns caminhos que sei que são feitos, comparando distâncias e etc. Quando finalmente o mapa me deixou “ir embora”, comecei minha leitura.

                De cara digo que não é um livro fácil. A primeira página contem 5 nomes próprios que o leitos provavelmente deseja gravar para saber quem está falando o que ou para onde eles estão indo. Esse é o tom do livro. São diversos nomes que muitas vezes nos confundem mais do que explicam. Acostumado com o gênero fantasia, acabei por me acostumar e fui adiante.

                A história foi muito bem adaptada para a série pelo que tenho visto. Tudo começa em Winterfell, a família Stark é apresentada, os Lobos Gigantes são encontrados e a morte de John Arryn é anunciada. Nesse momento foi quando tomei meu primeiro susto. O capitulo em questão começa com uma descrição um tanto quanto, digamos, indecente da relação entre Catelyn e seu marido Eddard. Há um momento em que nos é descrito que “Seus rins ainda doíam da urgência do amor.”. Não foi isso que me assustou (um pouco), mas sim a descrição de Catelyn. Não vou escrever isto, mas sim mostrar como ela é na série e um desenho de como ela é descrita no livro.

oskharas_Cat

                Pois bem, Outra grata diferença é quanto ao personagem Jon Snow. Um dos personagens que menos gosto na série, por enquanto está sensacional no livro. Muito mais maduro e menos banana.

                A história transcorre normalmente, a comitiva do Rei chega a Winterfell. Eddard a contra gosto aceita ser a Mão do Rei. Seu filho Bran é empurrado da torre onde flagrou os irmãos Jaime e Cersei fazendo sexo e entra em coma. A comitiva vai embora e Eddard vai junto deixando sua mulher e três filhos para trás. Consigo vão as duas meninas, uma lady e outra, um moleque.

                Nesse momento outra grata surpresa. Há um capitulo de Bran, que descreve um sonho que o mesmo está tendo enquanto está em coma. Há algo muito mágico que começa ali e que pouco foi explorado na série até esta ultima temporada. Deixo aqui também um sentimento que tive. Parece que todos os personagens desinteressantes na série, são assim não por causa do livro, mas sim por elementos que são retirados e acabam por deixá-los vazios.

Oskharas_Bran

                Continuando, temos a tentativa de assassinato a Bran e a viagem de Catelyn até a capital do reino. Lá ela encontra meu personagem favorito. Deixarei isto em aberto aqui mas digo que ele parece tão bacana no livro quanto na série.  Aqui começam todas as maquinações, jogos de intriga e tudo aquilo que faz das Crônicas uma obra única.

                A comitiva do rei chega a cidade enquanto Catelyn se dirige de volta Winterfell. É organizado um torneio para celebrar a nova Mão do Rei. Enquanto isso, Eddard tenta desvendar os acontecimentos que levaram a morte da antiga Mão. É neste torneio que conhecemos alguns personagens que futuramente serão importantes para a história. A Montanha e o Cavaleiro das Flores.

                Enquanto isso, no norte, conhecemos a Muralha e vemos o crescimento de Jon Snow. Quando Tyrion se despede da muralha, começa uma nova aventura. Alguns eventos o levam a ser refém de Catelyn Stark e uma jornada se inicia para o Ninho da Águia onde se encontrariam com a viúva de Jon Arryn.

                Não vou me esquecer de falar de Daenerys, mas esta merecia um post apenas dela. Para começar ela é uma menina de 14 anos que é usada como mercadoria pelo irmão. Sua inocência é exaltada talvez para mostrar seu crescimento à frente. Algo que me chamou atenção em seu núcleo da história é que sua primeira noite com Khal Drogo não é um estupro como aparenta na série. A menina é safadinha e cai pra dentro também. Depois de ser empossada como “rainha” dos Dothraki, ela dispensa seu irmão que tentava se manter no controle e decide começar a obter algum controle. E como obter controle de um homem? A descrição da cena no livro é a seguinte:  “Cavalgou-o com tanto vigor como já cavalgara a sua prata (nome de sua égua), e quando chegou o momento do prazer, Khal Drogo gritou seu nome.”. Pronto, a partir desse momento o controle já não era mais do homem.

OsKharas_daenerys

                E neste ponto estou e mesmo sabendo o que vai acontecer, estou curioso com o desenrolar de algumas histórias. E por aqui vou ficando esta semana com vontade de continuar esta fantástica história. Até semana que vem pessoal.

Herbert PH

About Herbert Parasio

Apenas um Khara buscando pessoas que queiram ouvir suas histórias.

  • 1. Há um capitulo de Bran, que descreve um sonho que o mesmo está tendo enquanto está em coma. Há algo muito mágico que começa ali e que pouco foi explorado na série até esta ultima temporada.

    capitulo emocionante em que meu personagem favorito nomeia seu lobo gigante.

    2. Deixo aqui também um sentimento que tive. Parece que todos os personagens desinteressantes na série, são assim não por causa do livro, mas sim por elementos que são retirados e acabam por deixá-los vazios.

    nao assito a serie, mas tenho a impressao que o que escreveu se aplica integralmente ao bran.

    ouço varios podcasts que abordam a serie e o bran e sempre relegado a um personagem sem nenhuma importancia.